AS GRANDES PIRÂMIDES DO EGIPTO

 

                                                       

 

 

"Desde a mais remota antiguidade, há uma pirâmide que tem admirado a todo mundo: a pirâmide de Queóps, que os egípcios chamavam "Al Ahram" ou seja, A Luz.

Os gregos a consideravam uma das sete maravilhas do mundo. É preciso esclarecer que naquela época se encontrava totalmente revestida de lisas placas calcárias, muito duras e brancas, que resplandeciam sob o sol. Foi o sultão Al Mamún quem mandou tirar, placa por placa, o magnífico revestimento. Entretanto, tal qual está hoje, ainda é digna de admiração para todos que têm prazer em contemplá-la.

Para construí-la, foram empregados três milhões de blocos de pedra, alguns pesando de vinte a trinta toneladas. Todos esses blocos estão unidos sem cimento, encaixados perfeitamente entre si, de tal forma que é impossível passar a lâmina de uma faca entre dois blocos de pedra, tal a perfeição dos cortes sem arestas.

O conjunto pesa uns seis milhões de toneladas, ou seja, para transportá-lo, seriam necessárias seis mil locomotivas puxando, cada uma, mil toneladas.

Se considerarmos a construção da Grande Pirâmide apenas como uma obra de alvenaria já seria algo extraordinário. É evidente, também, que quem a construiu não ignorava certas ciências como a matemática, a astronomia, etc., com meios que não se limitavam certamente a guindastes de madeira ou arrastamento dos grandes blocos de granito empilhando-os até ao topo.

Cabe pensar, desse modo, que os seus Construtores foram os mesmos que construiram outras pirâmides na superfície de Marte como as que se observam na foto em baixo da sonda Viking, onde se observa também um enorme rosto esculpido no solo:

 

 

Crê-se pois que tenham sido seres Extraterrestes que tenham utilizado uma tecnologia avançada na época para cortar e deslocar os grandes blocos de pedra pesando várias toneladas. Os egípcios teriam apenas colaborado nos trabalhos necessários à construção das pirâmides no Planeta Terra cujo objectivo não era apenas servir de túmulo para os faraós.  


A Grande pirâmide de Quéops guarda grandes segredos científicos e profecias que foram feitas para a Humanidade. O escriba copta Massurdi, que viveu no século X da nossa era, apoiando-se em manuscritos e tradições do antigo Egipto, escreveu que "Surid, um dos faraós que reinou no Egipto antes do dilúvio, ergueu duas grandes pirâmides" e ordenou  que se depositasse nelas todos os conhecimentos sobre as artes e as ciências e medicina com todo o saber das propriedades curativas das plantas. 

Na pirâmide do oriente (a Grande) foram gravadas as esferas celestes e as figuras que representam as estrelas e os planetas, assim como a história e a crónica dos tempos passado e futuro, e todos os acontecimentos futuros que teriam lugar no Egipto.

Os coptos são os descendentes directos dos an
tigos egípcios e suas tradições merecem grande atenção. Tanto os coptos como os árabes não ignoraram o valor das pirâmides. O manuscrito de Makrisi diz que "a primeira pirâmide foi especialmente consagrada à história e à astronomia e a segunda, aos conhecimentos médicos."

Tahfat confirma que a Grande Pirâmide contém "os p
lanos das estrelas e dos sinais históricos e proféticos."

Fonte:
http://www.esoterikha.com/  

 

Rui Palmela

 

 Voltar