MÃE-TERRA...

 

Amada Mãe Terra...

Solo sagrado que nos acolhe,

louvamos e agradecemos por toda a vida gerada em todos os vossos reinos.

 

 

Hoje, depois de tantos ciclos, depois de tanto tempo, percebemos e sabemos o tamanho de vossa beleza;  a sacralidade de vossa pureza; a magnitude de vossa grandeza; a divindade de vossa natureza.

 

 

Nutridos e acolhidos em vosso amor divino,

Sabemos a simplicidade de nosso destino.

 

Perdoa-nos por todas as vezes que esquecemos a magnitude de vossa existência... Por todas as vezes que deixamos de protegê-la, negando a tão sagrada consciência.

 

Terra sagrada das quatro estações, das oito visões, dos ciclos divinos que ensinam as grandes lições: o tempo de semear, de cultivar, de crescer, de nutrir, de colher... o tempo de mudar, de trocar, de partilhar, de deixar ir, de contemplar... o tempo de ser, de saber, de viver, de morrer, de renascer!

 

Terra sagrada dos ciclos da vida, Grande Mãe, tão amada e querida, Vos louvamos, vos agradecemos, Vos abençoamos e a vós prometemos...

 

Que vosso fogo incendeie nosso espirito;

Que vossas águas renovem nossos corações;

Que vossos ares libertem nossas mentes;

Que vossas terras nutram nossos corpos;

E assim seremos UM com vossa Presença!!!

 

E assim, sua alma será para sempre sentida e vivida dentro de nós. E, em unidade, honraremos a sabedoria e a vida que existe em Tudo. Na Terra, como no céu! Amén.

 

Amada Gaya, recebei de nós, vossos filhos, a gratidão infinita. Que possamos colocar no vosso sagrado coração todo o nosso imenso amor e todo o nosso absoluto reconhecimento.

 

                                            Sarah Tamar

 

 

    Voltar